| Add to Google | Favoritos | Newsletter | Enviar a um amigo | RSS | Espanhol
 
Notícias - Notícias
23-03-2013

Energia renovável pode revolucionar África, diz relatório


 

Os países africanos têm uma grande oportunidade para transformar profundamente as suas sociedades e economias se melhorarem o uso de fontes de energias renováveis, concluiu um relatório lançado na África do Sul.
 
O estudo, realizado pelo World Future Council e pela Fundação Heinrich Heinrich Böll, com apoio da associação Amigos da Terra Inglaterra, País de Gales e Irlanda do Norte, mostra que o sistema Feed-in Tariff é  promissor para desbloquear o desenvolvimento das energias renováveis em África, segundo uma notícia do Afrol News.
 
Este sistema incentiva o investimento em geração de energia renovável – tanto de proprietários individuais, como de grandes empresas - assegurando que toda a eletricidade comprada é produzida a partir de fontes renováveis.
 
O relatório, de 155 páginas, destinado aos decisores políticos africanos, à sociedade civil e ao setor privado, fornece uma análise aprofundada das políticas existentes em 13 países africanos: Argélia, Botsuana, Egito, Etiópia, Gana, Quénia, Maurícia, Namíbia, Nigéria, Ruanda, África do Sul, Tanzânia e Uganda.
 
O estudo mostra claramente que, quando adaptadas às condições locais, as políticas implementadas com sucesso aumentam a produção total de energia das áreas dentro e fora da rede elétrica. Além disso, a natureza descentralizada do Feed-in Tariff oferece a oportunidade de capacitar as comunidades e revitalizar a democracia local e o auto-governação.
 
Na apresentação do relatório, Ansgar Kiene, diretor do World Future Council em África, disse que "vários países africanos já abriram os seus mercados de energia elétrica a produtores independentes de energia renovável”. “Contudo, esses países têm ainda mais potencial para o desenvolvimento económico local se as suas políticas forem modificadas pela inclusão de um processo administrativo mais flexível e transparente", acrescentou.
 
"O relatório identifica uma série de medidas nacionais e internacionais para a transferência de recursos financeiros através de energia renovável. Estes incluem os impostos sobre os combustíveis fósseis e as contribuições do Fundo das Nações Unidas para o Clima", disse ainda.

PER / Afrol News


Bookmark and Share | Voltar | Topo | Imprimir | Enviar a um amigo
PUB
Pós-graduação em Energia Solar

:: Produzido por PER. Copyright © 2002-2009. Todos os direitos reservados ::
:: :: Editorial :: Sobre o PER ::
Última actualização 23-06-2014