| Add to Google | Favoritos | Newsletter | Enviar a um amigo | RSS | Espanhol
 
Estado em Portugal - Actualidade

Actualidade


A primeira central hidroeléctrica construída em Portugal foi a Central de Lindoso (Minho) em 1922.

Existem actualmente em funcionamento 48 centrais com potência superior a 10 MW e 138 com potência inferior ou igual a 10 MW (Minihídricas)

Em Maio de 2010 havia instalado um total de 4.824 MW distribuído da seguinte forma:

 Tipo Aproveitamento  Potência [MW] 
 Grande Hídrica  (> 30MW) 4234
 Pequena Hídrica (>10 e <= a 30 MW  263
 Minihídirca (<= 10 MW)  327

Em 2009 a produção de energia hídrica foi de 8717 GWh e distribuiu-se da seguinte forma:

 Tipo Aproveitamento  Produção [GWh] 
 Grande Hídrica  (> 30MW) 7547
 Pequena Hídrica (>10 e <= a 30 MW 618
 Minihídirca (<= 10 MW) 552

o que representou cerca de 47% da produção de energia eléctrica com fonte renovável e 17% do consumo total em energia eléctrica.

Em termos gerais Portugal e um dos países da União Europeia com maior potencial hídrico por explorar. Actualmente apenas cerca de 46% do potencial tecnicamente viável é explorado. Nos últimos 15 anos, o crescimento da potência hídrica em Portugal foi inferior a outros países de referência europeus.

O potencial de aproveitamento de energia hídrica está distribuído por todo o território nacional, com maior concentração no Norte e Centro do país.

Quanto aos aproveitamentos de mini-hídricas o Decreto-Lei n.º 189/88 de 27 de Maio, abriu a actividade de produção independente de energia eléctrica a pessoas singulares ou colectivas públicas ou privadas, com o limite de 10 MW de potência instalada.

No entanto nos últimos anos tem vindo a ser muito reduzido o número de candidaturas, isto devido a vários factores como:

- dificuldades nos processos de licenciamento, onde intervêm uma série de entidades diferentes sem coordenação entre elas.

- dificuldades na ligação à rede eléctrica por insuficiências da mesma.

- a falta de critérios objectivos para a emissão de pareceres das diversas entidades.

- restrições ambientais, em certos locais com potencial exploratório o impacte ambiental ou a legislação podem inviabilizar estes projectos.

- a falta de recursos humanos face ao número de pedidos, leva a que os processos se tornem morosos.

Do lado da grande hídrica foi lançado em 2008 Programa Nacional de Barragens com Elevado Potencial Hidroeléctrico (PNBEPH), que pretende aumentar significativamente os aproveitamentos do potencial hidroeléctrico nacional. (ver futuro).




Bookmark and Share | Voltar | Topo | Imprimir | Enviar a um amigo
PUB
Pós-graduação em Energia Solar

:: Produzido por PER. Copyright © 2002-2009. Todos os direitos reservados ::
:: :: Editorial :: Sobre o PER ::
Última actualização 23-06-2014